quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Desculpa de aselha?

Um estudo feito nos EUA revela que a tendência para ser um mau condutor pode ser determinada por uma variação genética.

O estudo foi publicado na revista "Cerebral Cortex" e o neurologista que conduziu o estudo, Steven Cramer, diz que a explicação está na BDNF. Esta substância é libertada no cérebro quando uma pessoa tem de executar tarefas que impliquem certa habilidade física. O que os investigadores verificaram é que, nas pessoas com a referida combinação genética, a libertação de BDNF é menor.

Ou seja, a partir de agora, quando alguém cometer uma “aselhice” à minha frente, vou gritar, ufano, «falta-te BDNF é o que é».

1 comentário:

Wendell Fernandes disse...

Fico feliz, pois ciência algumas vezes consegue ser melhor em invertas e comprovar as desculpas que nós sozinhos não conseguimos.

Já até imagino: "-Sr. oficial, não tive culpa, sinto-me envergonhado, mas é que tenho aquele problema com BDNF!"