quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Cão que ladra não morde?

A agência alemã Grabarz & Partner criou para a marca de petfood “Naturia” uma campanha cujo público-alvo foi o verdadeiro "utilizador" da marca; ou seja, o cão.

No essencial, o que fizeram foi associar um som na frequência dos 15Khz (idêntico ao de um apito para cães) de cada vez que o nome da marca era referido num anúncio, o que levava os cães a reagiram de um modo fora do normal de cada vez que ouviam "Naturia".

Resultados imediatos: crescimento de 28% nas vendas e, principalmente, reforço do posicionamento da marca expresso na assinatura "We understand dogs".

Veja o vídeo da campanha aqui:
http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=bXWYbt46u-g

sábado, 18 de dezembro de 2010

Publicidade indecente?

No Brasil, existe uma organização não-governamental que - e cito - "visa impedir que a publicidade enganosa ou abusiva cause constrangimento ao consumidor ou a empresas".

Chama-se Conselho Nacional de Auto-Regulamentação Publicitária, mas é mais conhecido pela sigla... CONAR (http://www.conar.org.br/).

Desculpem lá, mas com acrónimos destes é difícil convencer alguém de que a Publicidade é uma actividade decente!

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Por quem os sinos dobram?

"Nenhum homem é uma ilha, inteiro em si mesmo
cada homem é uma parte do continente, uma parte da terra;
se um torrão é arrastado para o mar,
a Europa fica diminuída, como se fosse um promontório,
como se fosse a casa dos teus amigos ou a tua própria;
a morte de qualquer homem diminui-me, porque sou parte do género humano.
E por isso não perguntes por quem os sinos dobram;
eles dobram por ti”.

John Donne (1572-1631)

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Consonância cognitiva?

"As pessoas preferem acreditar no que preferem que seja verdade."
Francis Bacon (Filósofo, 1561-1626)

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

iPress?

A edição russa de Dezembro da revista Vogue traz um anúncio, em vídeo, da Martini.

O filme, protagonizado pela actriz italiana Monica Bellucci, começa assim que a página anterior é virada.

A tecnologia usada é conhecida por "video in print" e foi desenvolvida pela empresa norte americana Americhip. O dispositivo é constituído por um ecrã plano de cristais líquidos e um altifalante em miniatura. Foi usado, pela primeira vez, em 2009, na revista Entertainment Weekly.
video

Foi você que pediu um soco na cara?

Já ouvi diversas vezes a expressão de que um bom headline é como um soco. Bernie Ecclestone, o patrão da Fórmula 1, pegou numa série de socos (que apanhou) e transformou-os num anúncio.

A história é a seguinte: no passado dia 25, Bernie Ecclestone passeava em Londres com a sua noiva, quando foram atacados por quatro homens que lhe bateram até ficar inconsciente e roubaram, entre outras coisas, o relógio da marca Hublot que usava. O espancamento não resultou em feridas graves para Bernie Ecclestone, mas a sua cara ficou bastante deformada.

Após o incidente, Bernie Ecclestone resolveu contactar a Hublot (patrocinadora da Fórmula 1) e sugerir-lhes que aproveitassem a situação «para fazer algo diferente».
A marca aceitou o desafio e o novo anúncio da Hublot revela os efeitos do assalto na cara de Bernie Ecclestone, acompanhado da frase: "See what people will do for a Hublot".



PS - A fotografia é real e não sofreu alterações.

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Quem deseja sobreviver?

"Friendship is unnecessary, like philosophy, like art... It has no survival value; rather is one of those things that give value to survival."
C. S. Lewis

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Comprar é racional?

"As pessoas não compram porque percebem. As pessoas compram porque são percebidas".
Tan Suee Chieh