quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Sexo oral provoca cancro?

A campanha lançada, em França, pela associação Direitos dos Não Fumadores (DNF) está a causar polémica.

Com a assinatura “Fumar é ser escravo do tabaco”, a campanha mostra a imagem de jovens a simular sexo oral forçado, com um cigarro na boca e com a mão de um adulto na cabeça.
As imagens foram criticadas por associações ligadas à defesa da família e organizações feministas, que consideram ridículo e escandaloso vincular o tabaco ao sexo.

Marco de la Fuente, vice-presidente da agência BDDP, responsável pela execução da campanha, afirma que «com o cigarro, somos submetidos à pior das submissões, à pior das escravidões» e que apenas procuraram «a imagem chocante mais emblemática».

Eu cá assino por baixo das palavras de Antoinette Fouque, uma das fundadoras do Movimento para a Libertação da Mulher: «Que eu saiba, praticar sexo oral não provoca cancro».

3 comentários:

helena disse...

assino contigo João!
beijo com saudade

Carlos Sousa disse...

Será que a abstinência é uma forma de evitar o câncro também? Isto considerando as visões de um certo Bush

MIC disse...

O cancelamento surge na sequência de queixas apresentadas por várias associações ligadas à família, aos direitos das crianças e feministas, que consideraram “escandalosa” a campanha que veiculava o claim “Fumar é ser escravo do tabaco”.

Relativamente à campanha promovida pela Associação de Direitos dos Não Fumadores (DNF), uma das fundadoras do Movimento de Libertação da Mulher, Antoinette Fouque, ironiza em declarações ao Le Parisien: “Que eu saiba, praticar sexo oral não provoca cancro.”

A DNF refere ao mesmo jornal que esta campanha “será limitada a acções muito pontuais, já realizadas” e que a decisão de a suspender tem por objectivo “não alimentar ainda mais a polémica



In Meios & Publicidade
http://www.meiosepublicidade.pt/2010/03/01/cancelada-campanha-que-associa-tabagismo-a-sexo-oral/